Quarta, 19 de Janeiro de 2022
29°

Pancada de chuva

Paraíso do Tocantins - TO

Cultura Tocantins

Companhia de Teatro A Barraca circula pelo interior do Estado com crônicas e poesias de José Gomes Sobrinho

Companhia de Teatro apresenta espetáculo de rua nos municípios de Porto Nacional, Araguaína, Gurupi e Paraíso do Tocantins

03/11/2021 às 16h00
Por: Portal ToNotícias Fonte: Secom Tocantins
Compartilhe:
Espetáculo oferece performances literárias em homenagem ao poeta referência no Tocantins, José Gomes Sobrinho - Foto: Flaviana Ox
Espetáculo oferece performances literárias em homenagem ao poeta referência no Tocantins, José Gomes Sobrinho - Foto: Flaviana Ox

Após ser apresentado em feiras, ruas e praças em Palmas, o espetáculo teatral da Companhia de Teatro A Barraca "ZÉ: Crônicas e Poesias de José Gomes Sobrinho” entra em turnê pelo interior tocantinense, nos municípios de Porto Nacional, Araguaína, Gurupi e Paraíso do Tocantins.

O projeto foi contemplado pela Lei Aldir Blanc, com apoio do Governo do Tocantins, por meio da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc).

A estreia do projeto de circulação iniciou nessa segunda-feira, 1º de novembro, com apresentação no Centro das Crianças, em Porto Nacional, e nessa terça-feira, 2, foi realizada em Araguaína. Gurupi recebe o espetáculo no sábado, 6, e Paraíso do Tocantins, no domingo, 7.

Todas as apresentações têm entrada franca e ocorrem em locais de grande circulação e fácil acessibilidade do público, como feiras e praças, parques, quadras esportivas, dentre outros.

A apresentação oferece performances literárias em homenagem ao poeta referência no Tocantins, José Gomes Sobrinho(in memorian), unindo teatro, música, dança e muita cultura popular.O elenco é formado pelas atrizes Cleuda Milhomem, Cinthia Abreu, Iva de Oliveira, Leidiane Martins e Magna Carneiro, que se revezam com cenas que incluem uma composição cênica ator-conceito-linguagem para expor a visão artística de José Gomes Sobrinho. Além da linguagem de cultura popular no teatro de rua, o espetáculo traz uma proposta diferenciada até na execução musical, com instrumentos nada convencionais, como pedaços de telha, azulejo, canos, serrote, martelo, balde com água e pilão, entre outros elementos.

“José Gomes Sobrinho deixou um grande legado para a cultural tocantinense, daí a importância desse projeto teatral ser levado para o interior do Estado”, destacou o presidente da Adetuc, Jairo Mariano.

Espetáculo

Resgatando a linguagem mambembe, a proposta do espetáculo é abordar o mundo lírico do poeta José Gomes Sobrinho (in memorian), por meio de seus textos, música e principalmente pelo modo como as pessoas o viam, trazendo à tona sua visão de mundo, suas concepções acerca da vida e de sua realidade.

A primeira montagem do espetáculo ocorreu no ano de 2014, em homenagem aos dez anos de falecimento do poeta que é referência para a cultura tocantinense.A direção é de Nival Correia, com a atriz Magna Carneiro como assistente de direção.

Atriz e assistente de direção,Magna Carneiro, afirma que a peça traz não só uma releitura das obras do artista com música, dança e interpretação teatral, mas também da vida particular do artista. “Mostramos ao público um Zé que todo mundo tem uma história para contar, um episódio que vivenciou, buscando estimular o público a compreender subjetivamente as concepções que norteavam o artista acerca de suas obras e da vida”, ressalta.

Oficina

Em todos os municípios, as atrizes de A Barraca Cia de Artes ministram gratuitamente à comunidade local a oficina “Literatura em Cena”, que vai mostrar técnicas simples para interpretar poemas, crônicas e poesias por meio de diferentes linguagens artísticas. São demonstrados e executados com teoria e prática o passo a passo para montagem de esquetes e espetáculos baseados na literatura regional. “Serão trabalhados conteúdos como a importância de unir diferentes linguagens artísticas e suas interfaces; criação e montagem de esquetes e espetáculos; dramaturgia, encenação e aproximação com culturas regionais; e a inserção de temáticas interdisciplinares utilizando a literatura”, complementa a atriz Iva de Oliveira.

História

A Barraca foi criada em 2002 e surgiu da necessidade de um grupo de artistas em fomentar a cultura de um modo geral. Sempre focando a importância da arte como instrumento de transformação e integração social das diferentes camadas da sociedade, é que a Barraca busca levantar discussão referente à cultura, a arte e a educação (para a saúde, o trânsito o meio ambiente e etc), principalmente realizando trabalhos e intercâmbios entre especialistas, profissionais da arte, e sociedade.

A Cia utiliza, em sua maioria, a linguagem de teatro de rua permitindo assim a apresentação de seus trabalhos em diversos espaços e oportunizando o acesso à cultura e a arte à sociedade em geral, principalmente às camadas com maior dificuldade de acesso aos espaços de promoção da cultura e arte em nossa cidade.

Homenageado

Nascido em 1935, em Garanhuns- PE, José Gomes Sobrinho chegou ao Tocantins em 1989. Presidente do Conselho Estadual de Cultura, José Gomes Sobrinho era acadêmico da Academia Tocantinense de Letras (ATL), ocupante da cadeira nº 28, e da Academia Palmense de Letras (APL), cadeira 09. Autor de 13 livros publicados, José Gomes presidia também o Fórum Nacional de Conselheiros Estaduais de Cultura. Em 2004, o Espaço Cultural de Palmas recebeu o nome Espaço Cultural José Gomes Sobrinho em homenagem ao poeta.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias