Sábado, 27 de Novembro de 2021
24°

Poucas nuvens

Paraíso do Tocantins - TO

Geral Tocantins

Monumento das Árvores Fossilizadas do Tocantins e instituições federais debatem demandas para implementação da pesquisa científica

Encontro visa a aproximação do diálogo entre gestores, pesquisadores e comunidade residente

19/11/2021 às 19h50
Por: Portal ToNotícias Fonte: Secom Tocantins
Compartilhe:
Monaf e instituições federais discutem demandas para implementação da pesquisa científica - Foto: Naturatins/Governo do Tocantins
Monaf e instituições federais discutem demandas para implementação da pesquisa científica - Foto: Naturatins/Governo do Tocantins

Representantes do Monumento das Árvores Fossilizadas do Tocantins (Monaf), do Ministério Público Federal de Araguaína (MPF) e de instituições de ensino superior, se reuniram nessa quinta-feira, 18,para dar continuidade às discussões sobre as demandas prioritárias à implementação da pesquisa científica na Unidade de Conservação (UC) e deliberação sobre o Plano Anual de Trabalho da Rede de Apoio à implementação do Plano de Manejo doMonaf.

O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), através doMonaf, e representantes da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Universidade Federal do Norte do Tocantins (IFNT), Instituto Federal do Tocantins (IFTO) e Instituto Federal do Maranhão (IFMA), participaram do encontro.

HermísioAlecrim, gestor doMonaf, conta que a iniciativa também tem o objetivo de obtenção do conhecimento científico básico da UC, para subsidiar a gestão do Monumento Natural. “Além de ser uma diretriz do seu Plano de Manejo, é preciso criar e implementar estratégias efetivas de conservação com as contribuições do conhecimento científico, aproximando o diálogo entre gestores, pesquisadores e comunidade residente”, afirmou o gestor.

“Com a pesquisa, melhoramos os processos de gestão da UC e aprimoramos as estratégias de manejo das áreas, das espécies nativas e dos recursos naturais existentes. Pesquisar em unidades de conservação é conhecer a imensa diversidade geológica, paleontológica, biológica, étnica, social e cultural”, reiterouHermísioAlecrim.

O gestor esclareceu que, atualmente, o acervo do conhecimento existente na UC é sobre fóssil vegetal, material abiótico, objeto de sua proteção. No entanto, sobre os mais diversos componentes dasociobiodiversidadeda UC, ainda são desconhecidos.

“É preciso um conceito afirmativo mais concreto para fomentar a gestão, que envolva a relação entre a diversidade biológica existente noMonaf, o contexto histórico do surgimento deBielândiae a percepção dos fósseis, o comércio ilegal dos fósseis e a criação doMonaf, o impacto da expansão demográfica deBielândiae a antropização das áreas rurais em relação aos objetivos de proteção da UC, os sistemas agrícolas e pecuários tradicionais de subsistência [agrobiodiversidade]”, pontuouHermísioAlecrim.

Entre os demais aspectos,HermísioAlecrim citaainda, o uso do solo pelos proprietários rurais e o manejo deste recurso natural em relação aos objetivos de proteção da UC, a diversidade da flora, da fauna e microrganismos, recursos hídricos e sua distribuição, o impacto do uso do fogo em áreas nativas, a percepção da população residente em relação aoMonaf, cartografia das áreas que formam a UC e o potencial turístico.

“É importante para o órgão gestor [Naturatins], assim como para a supervisão da UC [Monaf], o resultado de pesquisas que avaliem as medidas já implementadas ou que auxiliem na tomada de decisões sobre políticas públicas, por vezes questionando paradigmas”, concluiuHermísioAlecrim, ao avaliar a pauta do encontro.

Monumento das Árvores Fossilizadas do Tocantins e instituições federais debatem demandas para implementação da pesquisa científica
Entidades se reúnem para discutir demandas de implementação da pesquisa cientí.jpg -
Monumento das Árvores Fossilizadas do Tocantins e instituições federais debatem demandas para implementação da pesquisa científica
MPF-Araguaína se reuniu com entidades para discutir as demandas em pauta_Divulgaçã.jpg -
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias